A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças

Petição Vitoriosa
  
  

 

O que e como ganhamos!

Por que isto é importante

ELIMINA OS BURACOS DA ATUAL LEI EUROPEIA. VOTA A FAVOR DOS TU-BARÕES!

Porque é que isto é importante?

O Shark Finning, ou amputação das barbatanas de tubarão, não é apenas um problema asiático, pois está a ser fortemente alimentado pela União Europeia.

O Shark Finning, é uma prática cruel que consiste no corte das barbatanas dos tubarões, muitas vezes com estes ainda vivos, e no descarte do resto do corpo para o mar. É desta forma que se reserva no barco de pesca o maior espaço possível para armazenar só as barbatanas de tubarão. Depois, o tubarão la-nçado ao mar sem barbatanas, afunda-se e morre lentamente numa agonia difícil de imaginar.

A Europa possui a segunda maior frota pesqueira do planeta; no mercado de barbatanas de tubarão de Hong Kong, o maior a nível mundial, uma em cada três barbatanas é proveniente da Europa; por tudo isto, hoje é o momento de atuar. Um prato de sopa de barbatana de tubarão pode ser vendido entre os $40 e os $400 (dólares americanos). Só por isso, o comércio de barbatanas de tubarão é o segundo mais lucrativo do mundo, a seguir ao tráfico de drogas.

A sopa de barbatana de tubarão não só não tem qualquer valor nutritivo como carece de qualquer paladar gastronómico: é apenas um símbolo de status mantido à custa de um animal com uma equivocada má reputação.

Mais de 100 milhões de tubarões são capturados anualmente em todo o mun-do, e destes, de acordo com os números oficiais, 73 milhões são-o em exclu-sivo para o comércio de barbatanas de tubarão, ou seja 200.000 por dia! Se desaparecerem os tubarões, os ecossistemas marinhos entrarão em colapso e as consequências para a saúde dos oceanos serão enormes e irreversíveis. Atualmente, um terço das espécies de tubarões estão já classificadas como 'vulneráveis' ou 'criticamente ameaçadas' segundo a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Desde 2003 que existe uma Lei Europeia que proíbe o Shark Finning na Euro-pa, mas devido a certos buracos legais na mesma, são permitidas licenças es-peciais para que algumas frotas pesqueiras evitem a sua proibição. Hoje isto faz com que esta Lei Europeia se tenha convertido num autêntico logro.

A solução para evitar a continuação do Shark Finning, é assegurarmos que to-dos os buracos legais sejam eliminados, e que todos os tubarões pescados se-jam desembarcados nos cais com as suas barbatanas naturalmente fixadas ao corpo, sem exceções, não se permitindo portanto em caso algum o desembar-que de barbatanas separadas dos corpos.

Isto não terminará com a matança de tubarões, mas será como que um primei-ro passo de uma grande viagem que, pouco a pouco, irá baixando a taxa de mortalidade de tubarões e, simultaneamente, reduzindo a crueldade na sua morte.

Há uma iniciativa dos Membros do Comité das Pescas da União Europeia para ajustar a atual Lei e eliminar os seus buracos legais. Infelizmente, existe ainda uma forte oposição de um Membro do Parlamento Europeu, por sinal a Relato-ra daquele Comité, Maria do Céu Patrão Neves (de Portugal) que está a usar o seu papel para lutar, sem qualquer motivo evidente, por manter as licenças es-peciais de Shark Finning da atual Lei. Primeiro, o Comité das Pescas do Parla-mento Europeu votará as modificações da Lei em setembro e, em seguida, le-vará o seu voto a aprovação pelo Plenário em outubro de 2012.

Por favor, pede aos Eurodeputados que votem a favor de uma Lei mais restritiva, eliminando os atuais buracos legais, e que os tubarões sejam sempre desembarcados com as suas barbatanas naturalmente ligadas ao corpo, sem quaisquer exceções!

A Europa pode marcar a diferença, estabelecendo um limite ao massacre, atuando a favor da estabilidade e do equilíbrio dos ecossistemas marinhos e de uma conduta mais responsável para com os animais.
Postado setembro 1, 2012
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar:

Compartilhe via email!

Obrigado por compartilhar!

Esta petição depende de pessoas como você compartilhá-la -- obrigado por passá-la adiante.