Confronto do petróleo na Amazônia

Para Rafael Correa Delgado, Presidente do Equador:

Enquanto cidadãos preocupados, apelamos a V. Ex.ª que tome medidas urgentes para impedir imediatamente a pressão pela exploração de petróleo em Sani Isla por parte de funcionários do governo. Nós pedimos que V. Ex.ª proteja a Amazônia da devastação advinda da exploração de petróleo. Esta é uma séria ameaça a um habitat intocado e à sobrevivência dos povos indígenas do Equador, que lutam para resistir às empresas petrolíferas e manter suas terras. Pedimos a V. Ex.ª para seguir a Constituição inspiradora do Equador.
 
Você já é um apoiador da Avaaz? só precisa preencher seu email e clicar "Enviar"
Primeira vez aqui? Por favor preencha o formulário.
Avaaz.org vai proteger sua privacidade e lhe manter atualizado sobre essa e outras campanhas semelhantes.

Postado:  23 janeiro 2013
Uma mega-empresa de petróleo está tentando transformar a mais primitiva floresta tropical no coração do Equador em um campo de petróleo. A tribo Kichwa de Sani Isla está resistindo com coragem e acabaram de nos pedir ajuda para salvar suas terras.

A comunidade assinou um compromisso de nunca vender suas terras, onde onças vagueiam e um único hectare pode conter mais diversidade animal do que em toda a América do Norte! Mas o governo do Equador está tentando comprá-los para oferecer 4 milhões de hectares da Amazônia para grandes petrolíferas. O presidente Correa está numa batalha eleitoral neste momento e tem uma reputação de respeito ao meio ambiente e aos povos indígenas. Se pudermos fazer esse assunto vazar globalmente e tornar a proteção da Amazônia uma questão eleitoral, poderemos impedir essa corrida do petróleo.

Até agora a comunidade corajosamente se manteve firme, mas os petroleiros podem chegar com seus equipamentos de perfuração a qualquer momento. Os Kichwa estão apelando por nossa ajuda para salvar a Amazônia. Assine esta petição agora e compartilhe amplamente. Se 1 milhão de pessoas assinarem, vamos criar uma tempestade de mídia que forçará Correa a dar um passo atrás.

Avise Seus Amigos

Clique para copiar: